Ghosting: o término repentino sem deixar explicações

06/04/2016

Tudo estava bem quando, de repente, sem dar nenhuma explicação, ele some! Você não consegue encontrá-lo em lugar nenhum, ele para de atender suas ligações, te bloqueia nas redes sociais e não aparece de jeito nenhum. Você já passou por essa situação? Então, isso é o famoso Ghosting. O termo Ghosting deriva da palavra Ghost que significa fantasma em inglês, fazendo uma referência ao ato da pessoa sumir como um fantasma.

 

A pessoa que pratica o ghosting  geralmente tem tendência a procurar relacionamentos superficiais e rápidos, evita situações de conflito e tem dificuldade em assumir relacionamentos longos e duradouros.

 

Pessoas centradas em si mesmas, que precisam de afirmação e tem uma certa carência afetiva podem ter mais propensão a praticar o Ghosting.  Por isso, é importante que você perceba alguns sinais no seu parceiro, mesmo que sejam muito sutis como: ele está prestando  atenção em você ou somente nele mesmo? Ele está realmente interessado em você ou se está apenas te exibindo para seus amigos?

 

Mesmo assim, é difícil descrever sinais porque o Ghosting pode acontecer em diversas situações, com diferentes tipos de pessoas. Mas alguns tipos de relacionamentos estão mais sujeitos a atitudes Ghosting do que outros, vale a pena ficar atento e perceber se se está envolvido em um tipo de relacionamento assim.

 

  • Paixões intensas e muito rápidas

Quando o relacionamento acontece de uma hora para outra e as duas pessoas se vem muito envolvidas de uma forma muito intensa e apaixonada. Passada a fase de paixão, a racionalidade entra em jogo e a pessoa envolvida começa a pensar sobre o que ela espera de um relacionamento de uma forma lógica. Se essa pessoa perceber que o parceiro não supre suas expectativas e que tudo não passou de uma paixão, facilmente ela pode praticar o ghosting, por sentir vergonha de assumir seu "erro" e impulsividade.

 

  • Envolvimentos superficiais

Na era da tecnologia, muitas pessoas tem aprendido a se envolver de forma superficial uma com a outra. Algumas pessoas se relacionam apenas quando o parceiro proporciona algo de positivo. No momento que o outro não tem mais nada para oferecer facilmente se é descartado. Afinal, se não foi investida energia para iniciar uma relação, também não se irá gastar energia para terminá-la.

 

  • Medo de relacionamentos sérios

Algumas pessoas estão acostumadas a se envolverem superficialmente com as outras. No momento em que precisam assumir um compromisso de namoro, noivado e casamento, essas pessoas se assustam e acabam terminando antes da relação se aprofundar.

 

  • Medo de rejeição

Algumas pessoas quando percebem que o relacionamento não está indo muito bem ou pensam que o outro vai terminar o relacionamento, simplesmente somem para evitar a situação de serem rejeitadas. Assim, preferem dar um fim no relacionamento antes que o outro termine.

 

Consequências para quem sofreu e praticou o Ghosting

 

A pessoa que sofreu ghosting deve passar por um momento de aceitação do término, que nesse caso, pode ser mais longo devido ao sentimento de rejeição que sofreu. Em um primeiro momento essa pessoa terá a tendência de negar o ocorrido e achar que o outro perdeu o celular ou não está conseguindo se comunicar. Quando a pessoa se conscientiza do que aconteceu terá que lidar com a dor do fim do relacionamento sem ter muitas explicações.

 

A sensação que esse término provoca é de que o relacionamento não tinha tanta importância a ponto da pessoa dar a ele um término com dignidade. Quem sofreu ghosting pode ter sua autoestima abalada, uma vez que, não sabendo o motivo do término ela pode fantasiar que algo está errado com ela. Também poderá ter dificuldade em se envolver em futuros relacionamentos com medo de que a pessoa também possa sumir.  Esse tipo de situação pode ser bastante grave para pessoas que já estão fragilizadas emocionalmente, gerando transtornos mais graves.

 

Para aquele que praticou o ghosting também existem consequências, pois terá que lidar com a preocupação, com o remorso e com a culpa de ter terminado um namoro dessa maneira.

 

O crescimento desse tipo de atitude acaba levando as pessoas a acreditarem que podem ignorar os  outros sem qualquer tipo de consequência e também que podem ser totalmente descartados pelas outras pessoas.

 

Como superar?

 

  • Primeiramente a pessoa deve aceitar o término e assumir que talvez nunca terá o término que ela imaginou para esse relacionamento

  • Evitar procurar respostas e justificativas para o que aconteceu.

  • Perdoar a pessoa que praticou o ghosting.

  • Refletir se a experiência de ghosting é frequente, caso seja, procurar ajuda de um profissional.

  • Resgatar a autoestima e valorizar a si mesmo. Apostar em atividades que goste de fazer e focar em outros aspectos da vida.

  • Tomar cuidado para não praticar o ghosting futuramente, muitas vítimas de ghosting passam a adotar o mesmo comportamento, sumindo da vida do parceiro com medo de que ele faça isso primeiro, evitando assim ser magoado novamente.

 

Como prevenir?

 

É difícil dizer que existe uma maneira de prevenção porque todos estão sujeitos a passar por essa situação, já que não podemos controlar como a outra pessoa agirá.

 

Mas pessoas que sofreram muitas vezes a experiência de ghosting precisam ficar alertas. É necessário, nesses casos, uma reflexão mais profunda sobre suas escolhas, uma vez que estão repetindo o mesmo padrão prejucial de relacionamento.

 

Como terminar um relacionamento?

 

O término de uma relação pode ser um período muito importante, uma vez que pode propiciar a maturidade para os próximos relacionamentos.

 

Dicas:

  • O término deve acontecer pessoalmente, olho no olho. Por mais constrangedora e difícil que seja a situação é a melhor forma de você dar a real importância para aquela pessoa que investiu no relacionamento.

  • Seja sincero. Explique os motivos, sem deixar dúvidas ao parceiro dos motivos que estão te levando terminar.

  • Não ache culpados. Se você culpar somente o outro pelo término estará jogando toda a responsabilidade para ele, o que não é real. Mas também você não deve assumir toda a culpa para si mesmo, pois o seu parceiro poderá insistir em te aceitar mesmo cometendo esses erros.

  • Seja firme e decidido de uma forma delicada. Não deixe a entender que existe a possibilidade de volta, se não houver essa chance. Isso pode magoar mais ainda a pessoa.

  • Esteja preparado para as reações do seu parceiro, para que você não seja tentado a mudar de ideia por causa do sofrimento dele.

  •  

Você quer conversar comigo sobre o assunto abordado? Para mim será um prazer... Clique aqui para entrar em contato.

 

 

Meu nome é Daniela Knapp, sou psicóloga clínica e coach e acredito que todas nós merecemos ter um tempo especial para cuidarmos de nós mesmas, da nossa saúde emocional e do nosso bem-estar. Esse site foi criado com o intuito de termos um espaço para a troca de experiências, conhecimentos e para falarmos um pouco sobre nós mulheres! Fique à vontade para entrar em contato comigo. Você é sempre bem-vinda por aqui!

Please reload

© 2015 por Realmente Mulher

" Força e dignidade são os seus vestidos; Ela sorri diante do futuro"

Pv 31:25