© 2015 por Realmente Mulher

" Força e dignidade são os seus vestidos; Ela sorri diante do futuro"

Pv 31:25

Por que é tão difícil mudar? Confira 6 motivos

01/03/2016

Você toma aquela decisão que vai mudar sua vida, faz vários planos, coloca metas e determina que dessa vez será diferente. E quando menos espera lá está você repetindo aquelas famosas frases:  "Eu não consigo" "Dane-se" "Deixa pra lá" "Eu sabia que não ia dar certo"..... Mas porque isso acontece? Porque é tão difícil mudar?

 

Podemos refletir sobre 6 aspectos que tornam a mudança tão difícil, confira:

 

1.  Conforto Psicológico

 

Sim, nós queremos mudar, mas lá no fundo não queremos! Como assim? Por muitos motivos cultivamos hábitos que são confortáveis para nós, eles podem exercer a  função de alívio do stress e da ansiedade,  segurança, motivação, entre muitos outros. Ou seja, esse comportamento que você quer mudar  tem uma função psicológica que não é visível, mas é muito importante.  Podemos pensar em um exemplo simples como o de roer unhas, que para certa pessoa provoca um sentimento de alívio da ansiedade, se essa pessoa não encontrar outra fonte de alívio, provavelmente ela não conseguirá deixar esse hábito. Ou podemos pensar em um caso mais complexo de uma pessoa que quer ser mais independente do seu marido, mas que todas as vezes que toma atitudes para isso, se sente mal por achar que está traindo ou desagradando ele. Essa percepção precisa ser trabalhada para que essa pessoa tenha suporte suficiente para mudar.

 

2. Motivação

 

Muitas pessoas querem mudar porque se sentem pressionadas, culpadas ou porque "todo mundo faz dessa forma".  Essas situações não colaboram para uma mudança significativa. O que realmente motiva uma pessoa a mudar são os seus valores internos, que corroboram para a construção da sua identidade. A mudança, portanto, deve fazer sentido para a pessoa e não para os outros, porque senão ela não terá forças para realizar algo novo.

 

3. Construação de uma nova identidade

 

Mudar significa construir uma nova identidade, abraçar um novo "eu" mudado que, a priori, não conhecemos. Todo esse processo pode aumentar a ansiedade, porque nos lançamos ao desconhecido.  Reconhecer essa nova pessoa e não perder sua identidade é um grande desafio que exige muita reflexão e paciência consigo mesmo.

 

4. Energia

 

Toda a mudança despende de muita energia.  Vencer a inércia do primeiro passo é o primeiro desafio. Depois vem a prática, isso mesmo! Afinal você não está acostumado a agir de uma forma diferente e isso requer muito treino. Certamente, muitas vezes, você vai errar até encontrar uma forma que funcione com você.  Em um primeiro momento pode parecer que esse comportamento é artificial ou até forçado e realmente é! Por isso o esforço e a energia despendidos são tão grandes. Mas não se assuste, com o tempo você não vai nem mesmo perceber e o novo comportamento parecerá normal. Em casos de hábitos de rotina, alguns especialistas afirmam que é preciso um período 21 dias para o corpo se acostumar. Em casos de mudanças em relação a comportamentos o tempo é bem mais longo e o esforço é muito maior, podendo levar meses ou até anos.

 

5. Desqualificação

 

Quando estamos em processo de mudança, provavelmente uma hora ou outra vamos escorregar. Sim, errar é super normal! Mas o que muitas vezes acontece é que no primeiro erro desistimos e voltamos a estaca zero... Lembre-se que essa atitude não é justa com você! É possível retomar e é importante que você retome o quanto antes. Valorize os pequenos passos inclusive o primeiro, que é tomar a consciência de que você precisa mudar. Não se subestime por ainda não estar onde você gostaria de estar, aproveite a caminhada!

 

6. Medo

 

E se eu falhar? E se eu não conseguir? E se eu não der conta de tudo? E se, e se, e se..... O medo é uma boa justificativa, mas mudar não significa acertar de primeira. Muitos obstáculos podem surgir no caminho e muitos tropeços também, ainda assim você poderá aprender e se desenvolver com cada um deles. Ao invés de se lamentar você pode se fortalecer cada vez mais para que a mudança se concretize.

 

E você pensa que acabou? Ainda não. Mudar envolve altos e baixos.  Existe um processo de mudança com várias fases, se você quiser saber mais clique aqui e leia o artigo Luto e Perda: suas fases e como superar.

 

Mudar é uma aventura que pode trazer vários benefícios a longo prazo. Estar com sua rotina alinhada aos seus propósitos de vida é fundamental para a sua realização e isso só é possível implementando mudanças que farão você chegar aos objetivos traçados por você e para você mesma.

 

Você quer conversar comigo sobre o assunto abordado? Para mim será um prazer... Clique aqui para entrar em contato.

 

 

Meu nome é Daniela Knapp, sou psicóloga clínica e coach e acredito que todas nós merecemos ter um tempo especial para cuidarmos de nós mesmas, da nossa saúde emocional e do nosso bem-estar. Esse site foi criado com o intuito de termos um espaço para a troca de experiências, conhecimentos e para falarmos um pouco sobre nós mulheres! Fique à vontade para entrar em contato comigo. Você é sempre bem-vinda por aqui!

Please reload